Quinta-Feira, 17 de Setembro de 2020, 19h:52

Tamanho do texto A - A+

Selma e Niuan "se estranham", após senadora cassada apoiar o Rei do Porco

Por: RAYNNA NICOLAS E THAYS AMORIM

A senadora cassada, Selma Arruda (Podemos), afirmou, nesta quinta-feira (17), que não vê problema em se licenciar do partido. A polêmica surgiu quando o presidente estadual do partido, Niuan Ribeiro, sugeriu que o afastamento de Selma seria o elegante a se fazer, depois que a juiza aposentada declarou apoio ao empresário e candidato ao Senado, Reinaldo Morais (PSC), conhecido como o Rei do Porco. 

Reprodução

SELMA ARRUDA E REI DO PORCO

 Reinaldo de Morais, à esquerda e Selma Arruda, no centro. 

O Podemos lançou candidatura própria para o Senado, com o nome do deputado federal José Medeiros encabeçando a chapa. A primeira suplência ficou a cargo do vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro e a segunda suplência com a coronel Hoseman. 

"Eu não pedi o afastamento dela e não vou pedir, mas poderia partir dela, um afastamento voluntário. Se ela quer apoiar o Reinaldo, é um direito dela, nós já esperávamos isso. Por uma questão de elegância e salutar, ela, voluntariamente poderia pedir esse afastamento temporário, que é o que normalmente as pessoas públicas fazem", argumentou Niuan. 

Selma, por sua vez, rebateu e disse que a política partidária é arcaica. Além disso, Selma destacou que teve licença da direção nacional do Podemos para não apoiar Medeiros. 

"Não tenho nenhuma objeção de me licenciar do partido, não estou apoiando partidos e sim pessoas. A política partidária é arcaica, não apoio Medeiros e tenho licença da nacional do Podemos para isso", afirmou Selma ao HNT/HiperNotícias.

Para Selma, a candidatura de Medeiros, bolsonarista ferrenho, não é estratégica. Isso porque o deputado federal é vice-líder do governo na Câmara e a mudança poderia afetar a representatividade do Podemos no Congresso Nacional. 

A senadora cassada, que sequer cogitou o apoio a Medeiros e estava dividida entre Pedro Taques (SD) e Reinaldo Moraes ainda declarou que acredita que seu licenciamento é um desejo pessoal de Niuan. 

"Por ora não pretendo me licenciar, mas se for o melhor para Mato Grosso, assim farei. Na verdade, isso é um desejo pessoal dele (Niuan)", finalizou Selma. 

Eleição ao Senado

Niuan não foi o único a ser desapontado por Selma. Taques, que poderia contar com o apoio da Senadora ressaltou, em convenção partidária na quarta-feira (16) que não se sentia intimidado pela falta de apoio à sua candidatura. 

O apoio de Selma é cobiçado porque, mesmo cassada, a juíza aposentada ainda tem representatividade significativa, principalmente na região norte do Estado. 

No entanto, a senadora cassada preferiu aparecer ao lado de Reinaldo Morais, conhecido como "Rei do Porco", que é de origem paranaense, mas vive em Cuiabá.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei