Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 15h:12

Tamanho do texto A - A+

Retorno das atividades presenciais do TCE-MT e MPC é prorrogado para 3 de agosto

Por: DA REDAÇÃO

Considerando o aumento do número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e do novo coronavírus (Covid-19) no Estado, a curva epidemiológica ascendente, bem como as medidas emergenciais adotadas em Cuiabá e Várzea Grande, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) e o Ministério Público de Contas (MPC) decidiram prorrogar o retorno das atividades presenciais para 3 de agosto.

Mayke Toscano

Tce

 

Na portaria conjunta  (nº 94/2020), publicada no Diário Oficial de Contas desta segunda-feira (29), os órgãos estabeleceram ainda que os prazos dos processos virtuais e não virtuais permanecem suspensos até 31 de julho.

A partir de 3 de agosto, os prazos serão retomados no estágio em que se encontravam no momento da suspensão, sendo restituídos por tempo igual ao que faltava para a sua complementação.

O TCE-MT e o MPC também mantêm as demais disposições da portaria conjunta nº 67/2020 (clique aqui), publicada em 30 de abril, na qual foram definidas regras para o retorno das atividades presenciais e o novo horário de funcionamento dos órgãos, que será das 8h às 13h, inclusive para o atendimento dos jurisdicionados e do público externo. 

Dados da Covid-19 em MT 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (29), 15.328 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 590 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

As 34 mortes mais recentes envolveram residentes de Barra do Garças, Várzea Grande, Sinop, Cuiabá, Confresa, Vila Bela da Santíssima Trindade, Nova Mutum, Jangada, General Carneiro e Campo Novo do Parecis.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
- Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei