Quinta-Feira, 17 de Setembro de 2020, 17h:00

Tamanho do texto A - A+

Mato Grosso tem 11 candidatos na busca pela vaga no Senado; confira os nomes

Por: WELLYNGTON SOUZA

Onze nomes disputarão a eleição suplementar ao Senado marcada para 15 de novembro deste ano. O pleito foi marcado, após a cassação da juíza aposentada Selma Arruda (Podemos), condenada por caixa dois e abuso de poder econômico.

Anteriormente, a eleição estava marcada para 26 de abril, mas em razão da pandemia, o pleito foi remarcado. As convenções partidárias encerraram na noite desta quarta-feira (16).

Confira os candidatos (as) e suplências:

 

Alan Cosme/Hipernotícias

carlos favaro convencao sem

Carlos Fávaro (PSD)

 

Após a cassação de Selma, a cadeira está sendo ocupada interinamente por Carlos Fávaro (PSD), que também disputará o pleito em novembro, junto com a empresária Margareth Buzetti (Progressista) na primeira suplência e José Lacerda (MDB) na segunda.

 

Divulgação

WhatsApp Image 2020-09-15 at 19.33.25.jpeg

Nilson Leitão (PSDB)

 

Em Sinop, o PSDB lançou a candidatura do ex-deputado federal Nilson Leitão, sendo o ex-governador Júlio Campos (DEM) na primeira suplência e José Márcio Guedes (PL) na segunda suplência.

 

HNT

Valdir Barranco

Valdir Barranco (PT)

 

O PT oficializou o deputado estadual Valdir Barranco como candidato, com Maria Lucia Cavalli Neder (PCdoB) e Enelinda Scala (PT), na primeira e segunda suplência, respectivamente.

Reprodução

coronel fernanda e bolsonaro

Coronel Fernanda (Patriota)

O Patriota lançou a candidatura da tenente-coronel Fernanda ao Senado com o deputado federal Victório Galli e tenente Luciano Esteves, na primeira e segunda suplência, respectivamente.

Assessoria

Elizeu Nascimento

Elizeu Nascimento (DC)

Já o DC lançou a candidatura do deputado estadual Elizeu Nascimento, sendo o Professor Naime Márcio Martins Moraes (PSL) na primeira suplência e tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Paulo Selva (PSL) ocupando segunda suplência.

Reprodução

reinaldo morais

Reinaldo Morais (PSC)

O PSC apostou no empresário Reinaldo Morais, o Rei do Porco. A chapa é composta por Gilberto Cattani (PRTB) na 1ª e Neles Farias (PSC) 2ª suplência.

74914569_510571519534680_7871692824612175872_n.jpg

Feliciano Azuaga (Novo)

O Novo apostou em chapa pura lançando candidatura do professor Feliciano Azuaga. Com Sérgio Antunes na primeira suplência e Vanessa Tomizawa (Novo) na segunda suplência. 

Alan Cosme/HiperNoticias

procurador mauro

Procurador Mauro (Psol)

O PSOL também lançou chapa pura, com o Procurador Mauro encabeçando a chapa, com a Gonçalina Pereira de Souza Melo na 1ª e Vanderley da Guia, na 2ª.

câmara dos deputados

VALTENIR PEREIRA

José Medeiros (Podemos)

O deputado federal José Medeiros (Podemos) será o candidato da sigla, com o vice-prefeito Niuan Ribeiro (PODE) na 1ª suplência. A segunda suplência ficará com a coronel Zozima. 

Reprodução

taques.jpg

Pedro Taques (SD)

O ex-governador Pedro Taques (Solidariedade) foi o último a lançar a candidatura. A primeira suplência ficará com delegado Fausto Freitas e a segunda com médica Elza Queiroz, ambos do partido SD. 

 

Euclides Ribeiro.jpg

Euclides Ribeiro (Avante)

A candidatura de Euclides Ribeiro (Avante) também não está definida às vagas de suplência.  

Eleição suspensa

A eleição suplementar marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TREMT) para ocorrer no dia 26 de abril, foi determinada após a cassação de Selma Arruda. Em dezembro do ano passado, ela foi cassada por prática de caixa dois e abuso de poder econômico.

Em março, a ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Rosa Weber acatou um pedido do governador Mauro Mendes (DEM) e suspendeu o pleito levando em consideração à pandemia da Covid-19.

TSE define data

Em decisão assinada em julho, o ministro e presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, deferiu pedido do TRE para que a eleição suplementar seja realizada junto às eleições municipais, em 15 de novembro.

No pedido, o TRE destaca que a medida implicará drástica redução de gastos e representa menos risco de contágio do coronavírus, uma vez que os eleitores só comparecerão uma vez às urnas.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei