Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 08h:20

Tamanho do texto A - A+

Dilmar descarta disputar com Júlio Campos vaga ao Senado

Por: WELLYNGTON SOUZA

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa, Dilmar Dal Bosco (DEM), descartou nesta quarta-feira (12), qualquer disputa dentro do partido com o ex-senador Júlio Campos à eleição suplementar ao Senado, marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) para o dia 26 de abril.

Alan Cosme/HiperNoticias

dilmar dal bosco

 

Júlio até então era o único nome na sigla que tinha interesse em disputar pela cadeira da senadora cassada Selma Arruda (Podemos), por caixa 2 e abuso de poder econômico.

“Eu vou me reunir com o presidente do diretório estadual Fábio Garcia. Nunca tivemos no Democratas uma disputa para assumir presidência do partido, composição do diretório estadual, nunca houve disputa por cargo A ou B. Eu jamais vou competir dentro do meu partido ainda mais com uma pessoa que tenho total admiração e orgulho como é o ex-senador Júlio Campos", afirmou Dilmar.

O parlamentar declarou que colocou seu nome à disposição afim de representar os mais de 700 mil eleitores da região Norte do Estado. Porém, para Dilmar, não existe a possibilidade de uma disputa interna. 

"Nunca tivemos nenhum senador da República da região e poderia haver essa possibilidade. No entanto, Júlio tem todo o direito de disputar na eleição. Ele é uma pessoa que fez o partido, que criou o partido, que cresceu o partido e sempre se manteve dentro das reuniões do DEM. Se chegar nesse momento entre eu ou ele, o Júlio é a opção do Democratas. Não descarto a possibilidade de apoia-lo na campanha", disse.

A Executiva definiu um calendário interno para a eleição suplementar. Os filiados que tiverem interesse em disputar o cargo de senador têm até o dia 14 de fevereiro para se manifestar. Já no dia 17 de fevereiro, o grupo se reunirá para avaliar os possíveis candidatos e no dia 11 de março está marcada a convenção da sigla.

Júlio mandou recado 

O ex-senador já trabalha para ser o candidato do DEM. Júlio comentou que está articulando com diversas lideranças sobre o projeto de pré-candidatura e afirmou que em "política não se dorme no ponto".

"Não sou candidato para estudar, coloquei meu nome à disposição do partido para ser candidato a senador da República. ou lutar até o fim, já estamos articulando financeiramente para campanha, falei com diretório nacional para ajudar um pouco nos trabalhos agora é uma decisão que não cabe a mim, cabe a convenção do partido". 

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 1



Últimas Notícias