Quinta-Feira, 02 de Julho de 2020, 15h:34

Tamanho do texto A - A+

Homem com suspeita de Covid-19 invade casa de prefeito para cobrar providências

Por: JANAÍNA ARRUDA

O prefeito de São José do Xingu (950 km de Cuiabá), Vanderley Soares da Silva, 50 anos, teve sua casa invadida nesta quarta-feira (01), por um homem de 36 anos, que não teve a identidade revelada. O suspeito, que apresentava sintomas da Covid-19, o coronavírus, cobrava do Chefe do Executivo providências quanto a poeira em frente de sua casa.

PMMT

Policia PM

 

Conforme informações do Boletim de Ocorrência, o prefeito acionou a polícia pelo aplicativo WhatsApp enquanto o homem que havia invadido sua casa, estava no interior da residência bastante alterado e aparentando estar sob efeito de álcool ou drogas.

O suspeito chamou o prefeito de “ladrão e usurpador de dinheiro público”, segundo relato da vítima, além de proferir injúrias e cobrar providências em relação a poeira no distrito Santo Antônio do Fontoura.

Na tentativa de acalmar o invasor, Vanderley tentou explicar que a poeira seria amenizada após conclusão de obras de pavimentação asfáltica, uma vez que seriam construídos quebra-molas para evitar que veículos transitassem em alta velocidade, fazendo a poeira diminuir.

Mas o homem continuou com as ofensas e saiu do interior da residência dizendo que iria “pegar algo", para fazer com que o prefeito tomasse as providências o mais rápido possível.

Na sequência, a vítima saiu de sua residência e foi até um comércio próximo, sendo seguido pelo suspeito que continuou dizendo injúrias e difamando o prefeito em público.

A polícia chegou no local e encaminhou as partes à delegacia para prestarem esclarecimentos. Já na unidade policial, o suspeito alegou estar com dor de cabeça e também tinha os olhos avermelhados. Por essa razão foi solicitado um profissional de saúde para averiguação, que constatou que o invasor estava com febre e suspeita de estar infectado com a Covid-19, o coronavírus.

O enfermeiro que o atendeu orientou que ele procurasse uma unidade de saúde para realizar uma consulta médica.

Diante dos fatos foi lavrado Boletim de Ocorrência e encaminhado a Polícia Civil, para providências que o caso requer.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei