Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020, 10h:29

Tamanho do texto A - A+

Teocracia ou Familiocracia?

Como se não bastasse a crise gerada pela indicação do filho do Pastor Sebastião - Silas Paulo de Souza - para a presidência da subsede da igreja Assembleia de Deus de Cuiabá, o genro do religioso morto no dia 8 de julho de Covid-19, Pr Luiz Rodrigues Carneiro está fazendo campanha para ser aprovado o vice do cunhado. A decisão está prevista para ser tomada nesta terça-feira (4), durante assembleia geral da igreja. Os pastores, obreiros e diáconos da congregação irão homologar o nome do Pr Silas Paulo de Souza. Em seguida o próprio Silas indica seu vice-presidente, conforme os estatutos da igreja.

LEI MAIS: Briga por comando da Assembleia de Deus em Cuiabá vai parar na Justiça

Em recente postagem em grupos da membresia da Assembleia de Deus no whatsupp, o vereador Abílio Brunini Junior, neto do Pastor Sebastião, afirmou que seu avô dizia que as "na igreja o regime é Teocrático". Na prática, porém, a família Rodrigues de Souza vem dominando a Assembleia de Deus há décadas: além do Pr Sebastião que era o presidente e seu filho Rubens - também morto de Covid - era o vice, tanto da subsede de Cuiaba como do Ministério Estadual (Comademat). Seu outro filho, Abílio,  pai do vereador, é o responsável pela obra de reforma do Grande Templo. E agora o filho e o genro do Pr Sebastião correm o risco de virarem presidente e vice da subsede de Cuiabá, respectivamente.

Assembleia de Deus

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei