Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020, 13h:46

Tamanho do texto A - A+

Juiz do Último Dia

Reprodução

Dias Toffolis


O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Tóffoli, vai ficar conhecido em Mato Grosso como o Julgador do Último Dia. Em 31 de janeiro - último dia do seu plantão do recesso fim/início do ano -, Tóffoli, que só dá plantão nos recessos, por ser o presidente da Corte, deu liminar ao Carlos Fávaro (PSD) determinando a posse do terceiro colocado na eleição do Senado em Mato Grosso, em caso de vacância de uma das vagas - o que veio acontecer somente em 17 de abril, com o afastamento da ex-senador Selma Arruda. Já no dia 31 de julho, sexta a passada, seu último plantão no STF relativo ao recesso do meio do ano, o presidente do STF suspendeu liminarmente a decisão do juiz José Luiz Lindote, e desobrigou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MEB), a manter a quarentena obrigatória. Tóffoli cumpre seus últimos meses no comando do STF e não fará mais plantões nos recessos.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei