Sexta-Feira, 27 de Setembro de 2019, 13h:27

Tamanho do texto A - A+

Detentos cursam Administração na UFMT e fazem estágio na prefeitura

Por: REDAÇÃO

Mudar completamente a realidade vivida durante longos anos. É com esse pensamento que os reeducandos Damião Francisco de Rezende, 41 anos e Willian Ribeiro de Lima, 42 anos, encaram as oportunidades que vêm recebendo. Todas as manhãs, ao embarcarem no ônibus que sai da Penitenciária Central do Estado (PCE) e para na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, eles levam consigo, além da disposição para o trabalho, a vontade de construir um futuro diferente daquele que vinha sendo trilhado.

Assessoria

Reeducando diploma superação

Damião e Willian estão entre os beneficiados pela parceria firmada entre a Prefeitura de Cuiabá e a Fundação Nova Chance (Funac), que visa contribuir na ressocialização dos recuperandos do Sistema Prisional de Mato Grosso. Ainda em 2018, ambos foram contratados para a prestação de serviços de zeladoria. Hoje, além das funções de serviços gerais, o estágio no setor administrativo da Secretaria também passou a fazer parte de suas rotinas diária.  

“Eu estava na 6ª série quando fui preso. Dentro da penitenciária voltei a estudar. Fiz algumas provas, terminar a educação básica, fiz o Enem e surgiu a oportunidade de realizar a faculdade. Foi um sonho sendo realizado e que me motivou muito foi conseguir mostrar para as pessoas que, mesmo estando nessa situação, a gente pode mudar o nosso futuro”, conta Willian.

Os dois são, igualmente, integrantes do projeto Liberdade de Direito e de Fato, pelo qual cursam a faculdade de Administração Pública, pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Na Secretaria de Serviços Urbanos, viram a possibilidade de unir o útil ao agradável e iniciar, na prática, o processo de ingresso na carreira escolhida para seguir ao fim do cumprimento de suas penas.

“Já estamos tendo um salto positivo na nossa realidade. Antes trabalhávamos apenas com serviços gerais. Hoje, já estamos aqui auxiliando no setor administrativo. Aqui temos a oportunidade de acompanhar de perto como funciona o serviço público, como um gestor público trabalha e isso nos ajudará a tomar as decisões acertadas”, avalia Damião.

TRABALHO NA SECRETARIA

O expediente dos dois está dividido em duas etapas. Na primeira, durante toda a manhã, exercem a função de estagiários, acompanhado todos os processos relacionados à Pasta. Após a pausa para o almoço, eles retornam para a prestação dos serviços de zeladoria, seja no próprio pátio da Secretaria ou pelas vias e demais espaços públicos da cidade. Ao fim do dia, entram novamente no mesmo ônibus, rumo a PCE.

Segundo a assistente social da Secretaria de Serviços Urbanos, Eliza Carolina, essa foi uma forma encontrada pela Prefeitura de Cuiabá de se colocar como uma porta de entrada para uma nova vida. “Eles sentem que podem fazer a diferença e, ao mesmo tempo, o poder público demonstra que é possível sim fazer essa inclusão na sociedade. Posteriormente, serão exemplos para aqueles que não têm nenhum objetivo, para aqueles que vivem em um ciclo vicioso de entrar e sair das penitenciárias”, argumenta.

MOTIVAÇÃO

Além da família e as conquistas pessoais, ambos apontam como motivação para continuar progredindo a vontade de verem outros em regime de reclusão se espelharem no exemplo. Para isso, os dois já planejam realizar palestras aos seus companheiros. “Nesse tempo, já vimos vários entrando e saindo do mesmo jeito e, às vezes, até pior. Então, pensamos que podemos mostrar que é possível melhorar. Talvez possamos ajudar a mudar a cabeça de alguns”, explica Damião.

Da mesma forma, Willian Ribeiro também destaca que mostrar que é possível dar a volta por cima, quando se tem ajuda, é sempre possível. “Na PCE contamos sempre com o apoio da pedagoga Roselvira Serpa e queremos, futuramente, retribuir isso ajudando os outros. Serei o segundo diplomado da minha família. O estágio está me auxiliando nesse sonho e quero que outras pessoas se espelhem no nosso exemplo”, pontua.

 

Avalie esta matéria: Gostei +4 | Não gostei - 4

Leia mais sobre este assunto