Terça-Feira, 24 de Março de 2020, 10h:44

Tamanho do texto A - A+

Primeiro-secretário da ALMT confirma cortes, mas descarta demissão de comissionados

Por: JOELMA PONTES

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa (ALMT), deputado estadual Max Russi (PSB), descartou a possibilidade de demitir os servidores comissionados. Ele está reunido, neste momento, com equipe técnica financeira, para definir a economia que o órgão fará a partir de agora, a fim de auxiliar o Estado no enfrentamento ao Covid-19, o coronavírus.

Alan Cosme/HiperNoticias

max russi e eduardo botelho

Na relação, consta a economia quanto ao consumo de combustível, Verba indenizatória (VI) de deputados, chefes de gabinetes e demais servidores que têm direito ao recurso, passagens aéreas, orçamento destinados a realização de eventos e diárias.

“Estou na Assembleia hoje organizando esses cortes. Mas, a demissão de comissionados ou de qualquer colaborador não é a solução, aliás, sou contra a demissão. Só em último caso. No momento vamos cortar outros gastos. Agora, nos gabinetes quem manda é o deputado, se quiser cada um pode demitir. Eu não vou demitir os meus, vou dar férias”, disse o primeiro-secretário.

A economia na Casa de Leis, surgiu após reunião dos deputados com o governador Mauro Mendes (DEM) nesta segunda-feira (23). Após esse encontro, os parlamentares reuniram-se novamente, por quase quatro horas, para definir além dos cortes no Legislativo, a criação da Comissão de Acompanhamento Social que será comandada pelo deputado Carlos Avalone (PSDB).

O grupo deverá trabalhar em parceria com a Fiemt, Fecomércio e outros setores que ainda serão definidos pela comissão, com intuito de levantar os impactos econômicos provocados pela pandemia do coronavírus no mundo e que já afetou Mato Grosso. Segundo a secretaria de Estado de Saúde (SES), Mato Grosso já contabiliza 6 infectados pelo vírus e mais 210 pacientes seguem monitorados, sob suspeita de ter contraído o vírus.

“São várias as alternativas que os nossos colegas deputados irão estudar e propor. A comissão já está trabalhando e tem até essa sexta-feira (27) para apresentar (à Mesa Diretora) sugestões que serão encaminhadas ao governo do estado”, disse o presidente da ALMT, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM).

Segundo o presidente, o grupo fará também, um levantamento sobre o número de desempregados em Mato Grosso, nesse período de pandemia do coronavírus e apresentar sugestões que auxiliem famílias em situação de vulnerabilidade financeira.  Botelho citou um auxílio financeiro, através de ‘bolsas’ e doação de sacolões.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1