Domingo, 05 de Abril de 2020, 14h:00

Tamanho do texto A - A+

Sem clima de festa, aniversário de 301 anos de Cuiabá será comemorado com políticas públicas

Por: WELLYNGTON SOUZA

Sem clima de festa com a pandemia do Covid-19, o coronavírus, e com as medidas para evitar a aglomeração de pessoas como forma de combater a disseminação do vírus, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou na manhã desta sexta-feira (3), que o aniversário dos 301 anos da Capital, na próxima quarta-feira (8), será comemorado apenas com políticas públicas.

Alan Cosme/HNT/HiperNoticias

emanuel pinheiro/HMC/3 fase

 

“Todos os eventos alusivos em comemoração ao aniversário de 301 anos da nossa Capital estão suspensos, além de entrega e lançamento de obras tudo por que temos que preservar pelo isolamento social que é a medida mais segurada e recomendada pela Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde, para que possamos achatar a curva dessa pandemia e tirar Cuiabá dessa escala de contagio do vírus”, disse o gestor.

Conforme o emedebista, a maioria das pessoas têm aprovado as medidas de isolamento social. “A maioria da população tem aprovado, mas precisamos ser mais determinados, ser mais pacientes e entender o que está acontecendo", comentou.

Com 44 casos confirmados de Covid-19 em Cuiabá, o gestor declarou que o isolamento é essencial para evitar a propagação do vírus. "É temporário, vai passar, mas o intuito é proteger a nossa vida e a vida da população cuiabana. Vamos comemorar o aniversário com políticas públicas. Deus nos ajude que essas medidas [de isolamento] possam surtir efeito”, completou.

Prefeitura prorrogará isolamento social

Pinheiro anunciou ainda que está em fase de finalização, um decreto que visa prorrogar o período de isolamento social. As ações de confinamento está prevista até o próximo domingo (5).

“Estou finalizando agora de manhã alguns dispositivos com várias situações que terão que ser prorrogadas na nossa Capital. Estamos seguindo todas as recomendações, orientações técnicas e cientificas do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde para continuar com eficiência preservando a saúde e a vida da população, por isso temos que prorrogar boa parte das nossas ações”, destacou.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei